ESSA GENTE

          Em forma de um quase diário, Essa Gente relata a história de um protagonista que também é escritor chamado Manuel Duarte, que, no passado, já fora um escritor de sucesso, autor de um livro importante, mas que, no momento, está em uma fase muito difícil de sua vida, pois está sem dinheiro, sem um relacionamento afetivo e o pior, incapaz de acabar o livro há muito prometido para o seu editor.

          Não é bem uma história original. Há muitos enredos parecidos com esse. Muitos escritores escrevem sobre a dificuldade de terminar um livro. Afinal, todos nós sabemos o quão difícil é concluir um romance, que é um ato, absolutamente solitário. Você não tem um chefe lhe dizendo diariamente o que você tem de fazer. Então é preciso muita vontade e uma enorme auto-disciplina para ser escritor.

      O que podemos destacar em Essa Gente é que Chico optou por não contar a história de forma linear e nem descrevê-la totalmente deixando alguns pontos como enigmas a serem desvendados pela interpretação de cada leitor. Gosto dessa opção.

      Se bem que muitas vezes vemos histórias que ficam tão no ar que nos dão a certeza de que o autor não sabia bem como dar o desfecho para os seus personagens e optou pelo tal enigma. Não é o caso de Essa Gente. Os enigmas são bem dosados e funcionam como recurso literário, permitindo que uma história que não é original não fique tão óbvia.

         É um livro fácil de ler, de leitura rápida e que não exige muito do leitor. E ainda tem a vantagem de ser uma história muito atual com fatos conhecidos, o que nos traz uma certa intimidade e empatia com o romance.

        Eu já comentei em outro post quando Chico Buarque ganhou o prêmio Camões que seus romances ainda não têm a qualidade de suas canções. Essa afirmação continua valendo. Essa Gente ainda não conseguiu galgar mais um passo na qualidade narrativa do escritor e compositor.

         Podemos nos perguntar se Chico ainda fica nos devendo como escritor? Acredito que não. Um artista da envergadura de Chico já demonstrou todo o seu valor como compositor e só depois enveredou para a literatura. Se, por acaso, vier a escrever um romance fantástico, claro que todos nós adoraríamos, mas não há porque cobrá-lo disso.

         

Vídeo-resenha: https://youtu.be/K9lTTchvrOM

FICHA TÉCNICA

 

Título Original – Essa Gente

Edição Original – 2019

Edição utilizada nessa resenha:2019

Editora: Companhia das Letras

Páginas: 192