MITOLOGIA NÓRDICA

          Quem leu Deuses Americanos, pôde perceber fortemente que, por trás da história, havia uma boa pesquisa sobre mitologia nórdica. Aliás, o escritor britânico Neil Gaiman já disse em entrevista que começou a se interessar por mitologia desde quando escreveu Sandman. Talvez seja por isso que não foi surpreendente o autor ter lançado, em 2017, Mitologia Nórdica, seu último livro.

          Ao que parece, Gaiman tinha um grande material que foi organizado nesse volume em forma de quinze pequenos contos que tentam explicar desde o nascimento do mundo e também dos deuses até o fim de tudo, uma espécie de apocalipse chamado Ragnarök.

          É uma leitura interessante porque explica muitas coisas com as quais convivemos e não sabemos bem a origem como o machado do Thor, ou porque Odin é considerado o pai de todos.

      Assim como há muitas versões diferentes para os mitos escandinavos ou nórdicos que foram espalhados pelo mundo, principalmente pelos vikings, Gaiman também admite no prefácio que não foi absolutamente fiel às histórias conhecidas. Mas, como em qualquer mitologia, o importante é saber que os mitos servem para tentar explicar o mundo. Às vezes, não há muito sentido e parece que falta alguma lógica para os deuses, mas é preciso não perder de vista que é um mundo mágico em que tudo é possível. Deuses, anões perversos, gigantes, todos se unem para compor as histórias.

        Além de Odin e Thor, um personagem bastante presente nos contos é Loki, irmão juramentado de Odin. Loki, apesar de muito inteligente, está sempre aprontando contra os outros deuses, tentando obter mais vantagens para si. Entretanto, na maioria das vezes, a vantagem que ele adquire é apenas a curto prazo para acabar se dando mal no final. Porém, ele continua agindo da mesma forma. E um dos contos é justamente sobre os filhos de Loki que não são muito conhecidos.

         É um livro com uma linguagem bastante simples, fácil de ler e que dá um bom panorama dos principais mitos nórdicos, sem, entretanto, aprofundá-los. Eu diria que é uma boa iniciação no universo mítico.

Vídeo-resenha: https://youtu.be/BXJgZ4ezuZg

            

FICHA TÉCNICA

Título Original – Norse Mythology

Edição Original – 2017

Edição utilizada nessa resenha – 2017

Editora Intrínseca – Rio de Janeiro

Número de páginas – 288